As Últimas
Publicidade
6 de jul de 2017
Publicidade 2

Alunos do Senai dividem passarela da Fevest 2017 com marcas renomadas no mercado

Estudantes do SENAI Espaço da Moda apresentaram peças com materiais que seriam descartados, celebrando o conceito de Upcycling

Por: Redação

Peças criadas por alunos do SENAI Espaço da Moda dividiram a passarela da Fevest 2017 com marcas já consagradas no cenário nacional. A escola é pioneira no estado do Rio, única totalmente dedicada ao setor, com tecnologia de ponta e conteúdo que acompanha tendências mundiais. 

Grande surpresa do desfile, peças feitas de jornal que foram rasgadas durante performance.
(Foto: Patrick Enoc)
As criações, que marcaram presença no desfile de abertura da feira nesta quarta-feira (5/7), em Nova Friburgo, região Serrana do Rio, são fruto do projeto Novos Talentos, que há três anos mobiliza os estudantes a produzir modelos inovadores com propostas inusitadas.

A Fevest é a mais importante feira brasileira do setor de moda íntima, praia, fitness e matéria-prima. É também o principal evento de negócios de Nova Friburgo e o maior polo fabricante de moda íntima em todo o Brasil.

Durante a abertura da Feira, o diretor do Centro Industrial do Rio de Janeiro (CIRJ), Antônio Berenguer, representante do Sistema FIRJAN, destacou a importância do setor têxtil e de moda como gerador de negócios para o Rio de Janeiro. “O setor de moda é um ambiente de mudanças constantes, novidades e entusiasmo de quem vivencia e atua nele. 

Peça inspirada na Grécia celebrando o conceito de Upcycling. (Foto: Patrick Enoc.)
Nova Friburgo é a campeã da moda íntima no país e representa um grande polo gerador de empregos e negócios que se reinventa constantemente”, explicou. A Federação das Indústrias apoia o evento desde a primeira edição.

Marcelo Porto, presidente do Sindicato das Indústrias do Vestuário de Nova Friburgo e Região (Sindvest), acredita que a retomada do crescimento se dá pela forma que os empresários do vestuário enfrentam as dificuldades.” Estamos na contramão da crise pela inventividade e afinco dos empresários na intenção de driblar as dificuldades. Essas são razões para acreditar em Friburgo e no crescimento econômico local”, afirmou.

Porto destacou ainda a importante atuação do SENAI na formação de mão de obra qualificada, o que evidencia a constante renovação do polo e a promessa de um legado. “É a continuidade de um projeto. 

Hoje eles são apenas alunos, mas desfilaram seus desenhos junto a grandes marcas e desenvolveram um produto de alta qualidade. Isso dá segurança e certeza de que o polo seguirá. A partir da qualificação profissional e o capital intelectual local cria-se a possibilidade de eternizar a marca Nova Friburgo com excelência”, garantiu o empresário.

A aluna Rhanna Menezes, representante de um dos grupos escolhidos para a passarela ficou encantada quando soube da escolha. ” Ficamos de boca aberta. É uma satisfação e orgulho muito grande ver o nosso trabalho realizado. A gente se sente capaz de qualquer coisa, afinal a proposta foi fazer algo que ia do lixo ao luxo”, garantiu. A equipe de Rhanna escolheu a Grécia como tema e trabalhou as cores azul e branco para representar o litoral grego. Todas as peças participantes do projeto foram desenvolvidas a partir de materiais que seriam descartados.
 
Os alunos do SENAI Espaço da Moda que participaram do Novos Talentos reunidos com a equipe envolvida no projeto. (Foto: Patrick Enoc.JPG)
A participação dos alunos do SENAI Espaço da Moda não parou por aí. Eles foram responsáveis pela produção de três looks que utilizaram folhas de jornal como matéria-prima. Além disso, quatro peças do projeto social do grupo Loucos por Lingerie também foram criados por estudantes e agora ilustram as páginas do calendário cuja venda será revertida para o Lar Abrigo Amor a Jesus (Laje), instituição que cuida de idosos em Nova Friburgo.

A indústria de vestuário de Nova Friburgo e região conta com mais de 1.100 estabelecimentos e emprega 11.195 trabalhadores com carteira assinada, sendo 87% fabricando moda íntima, segundo dados do Sistema FIRJAN. Depois de um período de recessão, com fechamento de vagas no ano passado, o setor voltou a contratar e caminha no sentido inverso a outros segmentos industriais.
 
Antônio Berenguer, diretor do Centro Industrial do Rio de Janeiro. (Foto: Patrick Enoc)
A Fevest é uma realização do Sindvest (Sindicato das Indústrias do Vestuário de Nova Friburgo e Região), promovida pelo Sistema Firjan e Sebrae, com o apoio do Conselho da Moda, Prefeitura de Nova Friburgo, Nova Friburgo Country Clube, Abit; e organização da Teia de Eventos.

Marcelo Porto, presidente do Sindvest. (Foto: Patrick Enoc).

Publicidade 2
  • Comentários
  • Comentários no Facebook
Item Reviewed: Alunos do Senai dividem passarela da Fevest 2017 com marcas renomadas no mercado Rating: 5 Reviewed By: Portal Fri Notícias