As Últimas
Publicidade
16 de mai de 2017
Publicidade 2

Levantamento da Firjan aponta aumento de 23% no volume exportado pela indústria de Nova Friburgo, RJ.

O valor das exportações totais no município passaram de US$ 2,3 milhões em 2015 para US$ 2,4 milhões em 2016, o que representa um aumento de 6%.

Por: Redação

Levantamento divulgado pelo Sistema Firjan, nesta segunda-feira (15), apontou que as exportações totais de Friburgo, RJ,  passaram de US$ 2,3 milhões em 2015 para US$ 2,4 milhões em 2016, o que representou um aumento de 6%. O volume exportado também aumentou de 315 toneladas para 347 toneladas no ano passado, um avanço de 23%.

A análise evidencia, também, uma retração de 14% no preço médio geral das mercadorias (de US$ 7,2/Kg para US$ 6,2/Kg).  O que indica que, mesmo com o preço médio menor das exportações, o município ampliou o volume exportado e alcançou, em termos de receita, um faturamento 6% maior.

A pesquisa foi baseada em dados do Sedex/MDIC. Foram levantadas as exportações das empresas sediadas em Nova Friburgo por valor (US$), volumes (Kg) e preços médios (US$/kg). Os dados foram divididos por Posição (4 dígitos) de acordo com a classificação fiscal da Nomenclatura Comum do Mercosul.*

O aumento das exportações em comparação com 2015 foi reflexo, sobretudo, do acréscimo nas vendas externas de cachaça (5%) e cadeados (102%). A cachaça representa 33% das exportações e os cadeados, 13%.

Segundo Joelza Schenquel Vargas, supervisora de comércio exterior da Stam Metalúrgica S.A., a capacidade produtiva de cadeados da empresa gira em torno das 800 mil peças/mês. “Nós investimos em um processo de automação que pouquíssimas empresas têm no Brasil”, o que ela diz ser a receita do sucesso para aceitação do produto pelo mercado internacional devida à alta qualidade percebida no resultado final.

“A feitura do cadeado de latão, por exemplo, é totalmente automatizada. Com isso passamos a ter um produto de muita aceitação, pois o maquinário demanda matéria prima com 100% de boa procedência para poder trabalhar”. 

A supervisora relata que com esse material de qualidade em mãos, foi mais fácil aumentar a cartela de clientes internacionais que hoje é composta em sua maioria por países do Mercosul como Bolívia, Paraguai e Uruguai. Joelza explica ainda, que apesar de ninguém tocar no artigo até ele ser finalizado, funcionários foram mantidos nas outras modalidades de produção da fábrica e mais pessoas foram contratadas, pois os sistemas precisam ser operados por técnicos qualificados, que cuidam de qualidade, manutenção e outros detalhes que envolvem o resultado final.

Diversificação de produtos

A pauta exportadora de Nova Friburgo apresentou diversificação, tanto em termos de produtos quanto de parceiros. A cidade exporta desde cachaça, vestuário, partes para automóveis, circuitos elétricos a até chuveiros.

O Álcool etílico não desnaturado, com um teor alcoólico em volume inferior a 80 % vol; aguardentes, licores e outras bebidas espirituosas (cachaça), principal produto exportado pelo município (33%), teve um acréscimo de 5% nas exportações de 2016 (US$ 795 mil), em especial pelo aumento absoluto nas vendas para Suíça, que não existiam em 2015 e atingiram US$ 49 mil em 2016.

Para o empresário Vicente Ribeiro, da Fazenda Soledade, uma das grandes exportadoras da bebida no município, não há segredo para o sucesso, senão um trabalho sistemático na busca por excelência de produto. “Realmente não há panaceias que levem a um bom desempenho no mercado externo. Melhoria contínua na qualidade e, no nosso caso, com investimentos constantes em segurança alimentar e performance operacional”, explicou.

Destaques setoriais

A já citada venda de cadeados, compreendidos na posição 8301, que representou 13% da exportação friburguense, teve aumento de mais de 100% em 2016 e passou de US$ 159 mil exportados para US$ 322 mil.

A venda de banheiras e produtos sanitários (US$ 77 mil), sexto produto exportado em 2016, aumentou 271%, movida pelo incremento das vendas para os países do Mercosul: Bolívia, Paraguai e Uruguai.

As exportações da posição 6204 (Fatos de saia-casaco, conjuntos, casacos, vestidos, saias, saias-calças, calças, jardineiras, bermudas e calções (shorts) (exceto de banho), de uso feminino) tiveram incremento de 105% em relação ao ano anterior. Cabe ressaltar a diversificação de destinos destas exportações (26), incluídos países africanos, asiáticos e europeus.

Outro destaque foram as vendas de aparelhos elétricos para Turquia (US$ 119 mil), que aumentaram 415%. Partes e acessórios dos veículos automóveis evoluíram em mais de 2500% em vendas para os Estados Unidos (US$ 61,5 mil).
Publicidade 2
  • Comentários
  • Comentários no Facebook
Item Reviewed: Levantamento da Firjan aponta aumento de 23% no volume exportado pela indústria de Nova Friburgo, RJ. Rating: 5 Reviewed By: Portal Fri Notícias