As Últimas
Publicidade
12 de abr de 2015
Publicidade 2

Drubscky lamenta gol no fim, celebra vantagem, mas a considera "mínima"

Treinador afirma que Botafogo não foi contundente nos momentos de superioridade do adversário. Flu vence por 2 a 1 o primeiro jogo da semi-final.


O técnico Ricardo Drubscky considerou a vitória por 2 a 1 do Fluminense sobre o Botafogo fiel ao que aconteceu na partida. Viu sua equipe em condição superior ao rival na maior parte do tempo, acreditando que o Alvinegro não foi contundente nos momentos de supremacia durante o jogo. Lamentou o gol sofrido no fim, mas exaltou o fato de ter a vantagem do empate para o jogo do próximo sábado, no mesmo Maracanã, também às 18h30. 

Fred foi o principal nome do Flu contra o Botafogo mais uma vez (Foto: André Durão)

- Nós começamos bem, com domínio, criando situações perto da área do Botafogo. Depois, principalmente depois da parada, voltamos menos ajustados. O jogo ficou mais para o Botafogo, apesar da pouca contundência. No intervalo, optamos pelo Marlone para explorar a condição de ser meia e atacante. Tem posse de bola interessante. Teve a felicidade de entrar muito bem. No segundo tempo tivemos muitas chances de fazer gol, dominamos. Depois do segundo gol, o jogo estava mais ou menos controlado, mas com o Botafogo nos assediando. Exploramos os contra-ataques com o Wagner bem. Sofremos um gol, o que foi ruim. Mas o importante é que tiramos a vantagem - afirmou.

Embora tenha valorizado a mudança de panorama na semifinal, Drubscky tratou de minimizar a vantagem tricolor na semifinal:

- É uma vantagem, não tem dúvida. Mas é uma vantagem, assim como era a do Botafogo, mínima. Clássico os times jogam para vencer. Não vai nos alterar em nada para a segunda partida. Vamos jogar para vencer, assim como o Botafogo tentou hoje.  

Confira outros tópicos abordados por Drubscky durante a coletiva: 

Barração de Wagner
A mudança do Lucas Gomes pelo Kenedy foi natural, um atacante em lugar de outro. Sobre o Wagner, temos visto que o Fluminense carece de verticalizar mais, e o Vinicius tem entrado bem. Hoje comprovou. Entrou em diagonal, deu bons passes... foi muito feliz. O Wagner entrou muito bem também, foi o protagonista de situações boas de contra-ataque. O futebol brasileiro precisa ver o banco como estratégia para 90 minutos. Não necessariamente é melhor ou pior dos que estão jogando. 

Vantagem agora é tricolor
É uma vantagem, não tem dúvida. Mas é uma vantagem, assim como era a do Botafogo, mínima. Clássico os times jogam para vencer. Não vai nos alterar em nada para a segunda partida. Vamos jogar para vencer, assim como o Botafogo tentou hoje.  

Fred
Na vida existem coincidências que ficam rotuladas. Já vi muitas dessas acontecerem e também acabarem não dando em nada. Nenhum jogador do mundo vai manter uma coincidência dessa. Quero ter o Fred bem contra qualquer equipe. Me preocupa o risco de perdê-lo sim (após o julgamento). Ele é muito importante, é o artilheiro, o capitão... Espero que não aconteça nada na quarta-feira que nos prejudique.

Fred tomou remédio na beira do campo?
Foi um analgésico. Ele quem pediu. É um cara com espírito guerreiro. Levou um pisão e está com o dedo dolorido desde a semana passada. Hoje sofreu outro pisão no pé. Não ia sair por qualquer coisa. Às vezes o remédio tem o efeito placebo. Não sou médico, mas acho que não deu tempo de fazer tanto efeito não (risos). Mas vou pegar o nome do remédio para tomar também. Fez o gol de pênalti depois. Não se tira jogador como Fred de uma decisão sem ele acusar.
 


Por:  Globo Esporte.com
Publicidade 2
  • Comentários
  • Comentários no Facebook
Item Reviewed: Drubscky lamenta gol no fim, celebra vantagem, mas a considera "mínima" Rating: 5 Reviewed By: Portal Fri Notícias