As Últimas
Publicidade
24 de out de 2014
Publicidade 2

Investigação do 'caso Camila' em Friburgo, RJ, completa dois meses

Jovem morreu após ter sido encontrada caída na Praça Getúlio Vargas.
Foram levantadas hipóteses de violência sexual e atropelamento.



Nesta sexta-feira (24), completa dois meses que a jovem Camila de Castro, de 23 anos, morreu em Nova Friburgo, Região Serrana do Rio. O caso chocou a cidade por ter sido tratado como suposta violência sexual e, logo em seguida, a Polícia Civil (PC) apontar indícios de atropelamento. Em nota, a assessoria da PC informou que nesta sexta que o caso está em andamento na 151ª Delegacia de Polícia da cidade e que encaminhou o inquérito policial ao Ministério Público solicitando mais prazo para a conclusão das investigações.

Camila de Castro foi encontrada caída em frente à uma churrascaria na Praça Getúlio Vargas e foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada para o Hospital Municipal Raul Sertã, não resistindo aos ferimentos e morrendo no local.

O caso, que inicialmente foi tratado como uma possível violência sexual, mudou de rumo. De acordo com a Polícia Civil, há indícios de que a jovem foi atropelada, já que o corpo apresentou fraturas na bacia, nos tornozelos e características de impacto de uma batida, que pode ter sido de um ônibus. A pesar disso, a hipótese de violência sexual não está completamente descartada.

Momentos antes de morrer, Camila estava em uma boate no Centro com duas amigas que quiseram ir embora por volta das 3h30. Ela preferiu continuar na boate na companhia de um rapaz.



Fri Notícias/G1 Região Serrana


Publicidade 2
  • Comentários
  • Comentários no Facebook
Item Reviewed: Investigação do 'caso Camila' em Friburgo, RJ, completa dois meses Rating: 5 Reviewed By: Portal Fri Notícias