Assentamento em São Pedro da Aldeia, RJ, recebe alimentos após perda do plantio por conta das chuvas

A ação beneficiou 54 famílias com a doação de 01 tonelada de frutas e legumes.

Por Larissa Machado em 02/02/2022 às 19:26:31
Foto: Reprodução/Diorgenes Pandini

Foto: Reprodução/Diorgenes Pandini

As chuvas intensas e volumosas, no início deste ano, causaram perdas significativas na produção familiar do estado do Rio de Janeiro. Diante deste cenário, a União das Associações e Cooperativas de Pequenos Produtores Rurais do RJ (Unacoop) realizou a primeira ação do ano da campanha Caixas de Amor se articulando com parceiros como a Ceasa-RJ, a Federação dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do RJ (Fetagri-RJ), além de comerciantes do Pavilhão-30 (Ceasa-RJ) e arrecadou alimentos e água que foram doados, no final de janeiro deste ano, a agricultores familiares fluminenses que estão sofrendo com a perda completa do seu plantio.

A ação conseguiu beneficiar 54 famílias com a doação de 01 tonelada de frutas e legumes, além da entrega de 100 litros de água para o pré-assentamento Emiliano Zapatta, extensão do assentamento Ademar Moreira, no município de São Pedro da Aldeia.

Silvana Calcâneo, é lavradora, filha de lavradores, nascida e criada em São Pedro da Aldeia e uma liderança do Emiliano Zapatta. "Perdemos toda a nossa plantação com as chuvas intensas do começo deste ano. Ficamos sem alimento, sem água, sem casa, sem renda, sem nada.

No meio de tanto sofrimento e desesperança, a Unacoop nos trouxe uma grande alegria doando alimentos, água e muito acolhimento. É muito bom a gente encontrar mãos e braços abertos para nos ajudar. Agradeço em nome de todas as 54 famílias beneficiadas. Muito obrigada mesmo".

A gerente geral da Unacoop, Margarete Teixeira, que iniciou a mobilização em prol destes agricultores familiares, agradeceu o empenho de todos nesta ação. "A Unacoop é toda gratidão a quem abraçou essa causa. Reforço que jamais cruzaria os braços enquanto nossos agricultores estão passando fome e sede. Além da perda da produção, as fortes chuvas também deixaram vários produtores familiares desabrigados".

"A vida da Unacoop não é só comercializar. Também estamos aqui para sentir a necessidade do outro, principalmente quando são necessidades dos nossos agricultores familiares que já sofrem tanto com a falta de apoio de políticas que contribuam para o seu desenvolvimento. Quem puder doar sementes e mudas a quem perdeu seu plantio, se manifeste. A Unacoop estará a postos para receber e entregar a quem mais precisa", finalizou Margarete Teixeira.

Comunicar erro
Banner Anuncie Fri 1Abaixo post

Comentários

Whatsapp 2022 banner 3 Todas telas