WhatsApp
Publicidade

Guarda Civil de Petrópolis, RJ, faz surpresa em festa de menina que luta contra o câncer

O contato com a família aconteceu durante apresentação da Guarda Civil e o grupamento de operações com cães no Parque Cremerie, no último sábado, (04)

Por Redação Portal Fri Notícias em 06/09/2021 às 15:25:42
Guarda Civil de Petrópolis participa de festa. (Foto: Divulgação)

Guarda Civil de Petrópolis participa de festa. (Foto: Divulgação)

Neste domingo, (05), os agentes da Guarda Civil Municipal de Petrópolis, RJ, em especial a Jujuba (uma Golden Retriever de 3 anos), deram um importante exemplo do papel social da instituição. Eles ajudaram a alegrar a festa de aniversário de 9 anos da pequena Ketellyn Sophia, que descobriu um câncer aos cinco anos e segue em tratamento.

O contato aconteceu no sábado, (04), durante uma apresentação do Grupamento de operações com cães da Guarda Civil, no Parque Cremerie. "Foi justamente uma ação para mostrar o papel dos cães da guarda para a sociedade e que eles são agentes capazes de salvar vidas, prestar relevantes papéis como agentes", informou o cinotécnico do canil da Guarda, Leandro Lopes.

Parte da apresentação envolveu cães de mordida, de detecção e também os Golden Retriever (Chico e Jujuba), que fazem o trabalho de acompanhamento de pacientes com câncer no Centro de Tratamento Oncológico - CTO. Foi quando o inspetor Dimas e a Jujuba interagiam com as pessoas que participavam da apresentação, que eles conheceram a Ketellyn. "Ela se aproximou da Jujuba e depois me contou que adorou fazer carinho nela e contou ainda que no dia seguinte seria aniversário dela. Conversamos com os pais, que contaram que ela amava cachorro. Aí demos a ideia de levar a Jujuba na festa", contou o inspetor.

No dia combinado, os inspetores chegaram na festa, com a Jujuba levando os presentes. A alegria está em imagens registradas do momento. "Foi emocionante! Ela ficou muito feliz, amou a surpresa. Sempre quis ter um cachorro, mas por causa do tratamento e também por morarmos num apartamento não podia. Esse ano ela completa três anos de tratamento e felizmente ela entrou no controle. Graças a Deus, não tem mais nenhum sinal de doença nela e agora ela está no processo de reabilitação. Foi muito legal a surpresa, o momento" relatou o pai da Ketellyn, Douglas Luiz Procópio.


Comunicar erro
Publicidade Anuncie

Comentários

WhatsApp