WhatsApp

AgeRio inicia estruturação de linha de crédito para o setor de Moda Íntima de Nova Friburgo, RJ.

Primeiros passos foram discutidos em reunião com empresários e instituições do município

Por Redação Portal Fri Notícias em 25/03/2021 às 14:41:48
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A elaboração de uma linha de crédito adequada às necessidades do setor de Moda Íntima de Nova Friburgo teve a primeira etapa nesta quarta-feira, (24), em reunião online da Agência de Fomento do Estado do Rio (AgeRio) com representantes do Sindicato das Indústrias do Vestuário de Nova Friburgo (Sindvest), da Firjan Centro-Norte, da Regional Sebrae Serrano, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Relações Internacionais, da Prefeitura de Nova Friburgo, além de empresários locais. Os participantes destacaram os pontos iniciais que deverão ser alinhados entre a Agência e os setores interessados.

O presidente da Agência, André Luiz Vila Verde, destacou a importância do trabalho que a AgeRio tem feito desde fevereiro, quando foi lançado o projeto de mapeamento de Arranjos Produtivos Locais (APLs) para entender as reais necessidades dos microempreendedores e das empresas no geral. Segundo ele, uma das linhas possui taxa de 3% ao ano, um ano de carência e um período de 12 meses para pagar.

O presidente do Sindvest, Marcelo Porto, ressaltou que a economia não pode parar, mesmo no momento da pandemia e que os empresários têm se mostrado comprometidos com as medidas de prevenção ao novo coronavírus: "O APL de Nova Friburgo é bem estruturado e o sindicato poderá contribuir em parceria com a AgeRio, Firjan e o Sebrae. É importante que o empresário tenha orientação".

O secretário municipal de Finanças, Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Gestão de Nova Friburgo, Hugo Leonardo de Carvalho frisou que a injeção de recursos em uma empresa permite a movimentação da economia local e o "fluxo girar". O titular da pasta complementou que vai analisar uma forma de o município ajudar em parceria com a AgeRio.

Segundo a presidente da Firjan Centro-Norte, Márcia Carestiato Sancho, a AgeRio se mostrou muito disponível e atenta às carências das empresas do APL de Moda Íntima, inclusive com a possibilidade de facilitar o acesso ao crédito com prazos mais longos, carência e juros menores.

"Há falta de recursos e sobram empresas que precisam de ajuda financeira, tanto entre confecções quanto em muitos outros setores. Muitos negócios precisam de capital de giro para se reorganizar e retomar atividades. A AgeRio pode ser uma parceira muito importante, ainda mais se conseguir atender ao pedidos das empresas com rapidez".

A coordenadora da Regional do Sebrae Serrano, Fernanda Gripp, reforçou a importância do acompanhamento e do assessoramento a empresa que obtém crédito para que haja de fato a aplicação correta para manutenção e alavancagem dos negócios: "É fundamental tratar a questão da carência e atrelar o apoio para o uso correto por parte de quem toma o crédito. O Sebrae poderá atuar em parceria com todos os envolvidos no projeto".

Além do presidente da AgeRio, André Luiz Vila Verde, participaram pela Agência a Diretora de Operações, Tatiana Oliver; o Gerente Executivo de Planejamento e Gestão de Clima, Hícaro Oliveira e o Chefe de Gabinete, Igor Oliveira.

Sobre a AgeRio

A Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro (AgeRio) é sociedade de economia mista que faz parte da administração indireta do Governo Estadual, sendo vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Relações Internacionais (Sedeeri).

A missão da empresa - que opera com recursos próprios, repasses e fundos estaduais - é fomentar, por meio de soluções financeiras, o desenvolvimento sustentável do Estado do Rio de Janeiro, com excelência na prestação de serviços.

Os financiamentos são concedidos conforme critérios técnicos e por meio de decisões colegiadas. Todas as solicitações estão sujeitas a análise de crédito, que é determinante para estabelecer as condições de cada operação.

A nova Diretoria da Agência, que tomou posse em 28 de dezembro de 2020, é composta exclusivamente por empregados concursados com longo histórico profissional na instituição. Com atuação focada em ganho de eficiência e assertividade nos negócios, a administração da empresa se concentra no fomento ao desenvolvimento da economia e na geração de emprego e renda, tendo em vista sobretudo o cenário econômico adverso imposto pela pandemia e as vocações regionais de cada região do Rio de Janeiro.

Comunicar erro
Publicidade Anuncie

Comentários

WhatsApp