As Últimas
Publicidade
24 de mar de 2019
Publicidade 2

Capoeira: esporte beneficia crianças da rede municipal de Educação em Petrópolis, RJ.

Aproximadamente 800 crianças e adolescentes participam das aulas, mas, ainda há vagas para aulas gratuitas.


Por: Redação

Disciplina, equilíbrio, socialização e mobilidade. Esses são alguns dos benefícios proporcionados pela capoeira aos alunos da rede municipal que participam das aulas gratuitas ofertadas pela Casa da Educação Visconde de Mauá em parceria com o Instituto Municipal de Cultura e Esportes. Aproximadamente 800 crianças e adolescentes participam das aulas, mas, ainda há vagas para serem preenchidas. 

Podem participar alunos da rede municipal a partir dos 4 anos de idade. As inscrições podem ser feitas na secretaria da Casa da Educação Visconde de Mauá, que funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. A Casa fica na Avenida Barão do Rio Branco, nº 03. 

Crianças da Rede Municipal de Educação participam de Capoeira. (Foto: Prefeitura de Petrópolis)
“O esporte é um aliado da saúde e, no caso das crianças, tem efeitos ainda mais positivos no que diz respeito a interação com os amigos e a disciplina e, é por isso, que o poder público vem investindo nas oficinas e cursos gratuitos para os alunos da rede municipal. Só na Casa da Educação, o número de alunos atendidos em atividades gratuitas passou de 180 em 2016 para 1.000 nesse ano”, afirma o prefeito Bernardo Rossi. 

As aulas de capoeira são ministradas pelo professor Evandro Souza, mais conhecido como “Fumacinha”. “A capoeira agrega conhecimento. Além da interação, melhora a coordenação motora e o equilíbrio. Também trabalhamos a parte pedagógica com letras, números e músicas. É uma aula completa. Eles aprendem brincando, o que é ótimo para a saúde. Os pais sempre relatam que os filhos ficaram menos ansiosos, mais atentos e disciplinados”, conta Fumacinha.

O professor revela ainda que o ensino fortalece a socialização entre as crianças e fortalece a cultura afro-brasileira. “Eles se ajudam o tempo todo, se preocupam um com o outro. Muitos perderam a timidez e conseguem se expressar melhor. O ensino da capoeira também mostra a importância do esporte no Brasil e da cultura afro-brasileira”, completa Fumacinha. 

Crianças participam de Capoeira (Foto: Prefeitura de Petrópolis)
Além dos alunos atendidos nas escolas e na Casa da Educação, alunos especiais também participam das aulas de capoeira. “São aproximadamente 150 alunos que possuem particularidades especiais, mas que não são empecilho para a pratica da capoeira. Eles gostam muito das aulas e para mim é uma satisfação poder compartilhar os ensinamentos da capoeira com eles”, disse o professor. 

Bernardo Borré tem 10 anos e é aluno da EM Salvador Kling. Ele participa das aulas de capoeira há pouco mais de um ano e já consegue identificar o que o esporte proporcionou de mudança na sua rotina. “Eu fiquei mais confiante. Hoje eu sei que consigo fazer alguns exercícios específicos como a ponte que o professor ensinou e isso é muito legal. Adoro as aulas, o professor e todo dia aprendo uma coisa nova”. 

O pai de Bernardo, André Borré, aprova a iniciativa. “Acho muito importante a prefeitura proporcionar o acesso gratuito a esse tipo de esporte. Conseguimos acompanhar as aulas e notar a alegria das crianças. Isso é sensacional”. 

Luan dos Santos, de 9 anos, também matriculado na EM Salvador Kling adora participar dos encontros que às vezes ocorrem no gramado da Praça Visconde de Mauá. “Quando o tempo está bom o professor leva a gente para fazer as atividades na grama o que é diferente e divertido. Adoro as aulas do professor Fumacinha, ele é nosso amigo”. 

Patricia Voigt é mãe do Davi, de 4 anos. Caçulinha da turma, o menino adora os movimentos. “Ele está gostando muito. Acho importante começar a praticar o esporte e conhecer a história da capoeira desde cedo”, disse Patricia. 

A secretária de Educação, Marcia Palma, salienta os reflexos positivos das atividades extracurriculares. “As crianças são espertas, interessadas e aprendem muito rápido e a participação em atividades diferenciadas podem auxiliar no desenvolvimento pedagógico. O trabalho é feito com muito carinho pelo professor”, afirmou. 

(Foto: Prefeitura de Petrópolis)
A diretora da Casa da Educação Visconde de Mauá, Catarina Maul confirma que os alunos amam a capoeira. 

“É importantíssimo estarmos colocando nossos alunos em contato com um esporte totalmente brasileiro, patrimônio nacional, exercendo nosso papel educador de valorização da cultura de nossa terra. Do canto ao jogo, os alunos amam essa oportunidade”, diz Catarina. 

Vale salientar que em 26 de novembro de 2014, a UNESCO (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura), declarou a roda de capoeira como sendo um patrimônio imaterial da humanidade. De acordo com a organização, a capoeira representa a luta e resistência dos negros brasileiros contra a escravidão durante os períodos colonial e imperial da história do Brasil. 
Publicidade 2
  • Comentários
  • Comentários no Facebook
Item Reviewed: Capoeira: esporte beneficia crianças da rede municipal de Educação em Petrópolis, RJ. Rating: 5 Reviewed By: Portal Fri Notícias