As Últimas
Publicidade
20 de abr de 2018
Publicidade 2

Petrópolis, RJ, se destaca no país em número de mamografias realizadas


Em 2017 foram realizados 8.988 exames em toda rede da Saúde e, destes, 5.458 foram exames de rastreio, em mulheres de 50 a 69 anos atingindo 58% do público estimado.

Por: Redação

Assumindo a referência na assistência à saúde da mulher, Petrópolis está se destacando no país na realização do exame de mamografia. Apenas em 2017 foram realizados 8.988 exames em toda rede da Saúde e, destes, 5.458 foram exames de rastreio, em mulheres de 50 a 69 anos atingindo 58% do público estimado. Neste ano, com a chegada de um novo mamógrafo digital no HAC, a prefeitura pode, pela primeira vez, bater a meta do Ministério da Saúde de ter 70% das mulheres de 50 a 69 anos com o exame realizado.

Novo mamógrafo digital no HAC, em Petrópolis. (Foto: Divulgação/PMP)
Um levantamento recente da Sociedade Brasileira de Mastologia apontou que a cobertura mamográfica de 2017 do SUS em mulheres da faixa etária entre 50 e 69 anos é a menor dos últimos cinco anos, atingindo 24,1% da cobertura. Em Petrópolis em 2013 foram realizadas 3.258 mamografias e em 2017 aumentou para 67,5% a oferta do exame totalizando 5.458 mamografias de rastreio realizadas.

“Os números mostram que estamos no caminho certo. Eu luto por essa causa há muitos anos, sou autor do projeto de lei que ampliou a realização do exame de mamografia em todo o Estado e hoje me orgulho em estar como prefeito aumentando o acesso das mulheres aos exames preventivos de câncer de mama”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

A Sociedade Brasileira de Mastologia, em parceria com a UFRJ, destacou a deficiência do Rio de Janeiro na prevenção ao câncer de mama com a falta de mamógrafos. Em 42 cidades no Estado não há mamógrafos na rede pública. Já em Petrópolis, a prefeitura oferece o exame em quatro unidades de Saúde – Hospital Alcides Carneiro, Centro de Saúde e em duas clínicas particulares conveniadas ao SUS. 

“Tínhamos esse desafio na gestão que era aumentar o acesso ao exame. A mamografia é um exame importantíssimo para mulher, uma vez que ao ser diagnosticada precocemente é o câncer que mais apresenta chances de cura. Hoje Petrópolis tem a linha de cuidado de prevenção implantada desde o processo de definição do diagnóstico, tratamento e reconstrução mamária realizada pela equipe de mastologia do HAC”, avalia Silmar Fortes, secretário de Saúde.

(Foto: Divulgação/PMP)

90% dos exames preventivos são realizados por enfermeiros

Os enfermeiros têm um papel importante dentro da Atenção Básica. Segundo dados do Programa da Mulher a classe é responsável por 90% dos atendimentos que incluem a coleta de preventivo e o exame clínico de mamas. No último levantamento realizado pelo município, há 22.336 usuárias do Sistema de Único de Saúde e a prefeitura buscará ampliar o acesso às ações preventivas de doenças e de promoção da saúde da mulher.

“Nós poderíamos ter batido a meta da realização de mamografias no ano passado, mas devido à proibição nacional dos enfermeiros colherem o preventivo e prescreverem o exame nossas ações do Outubro Rosa foram prejudicadas. A decisão foi suspensa pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), em Brasília, no dia 18 de outubro e estamos fortalecendo as estratégias para ampliar o acesso às consultas e exames dentro do Programa da Mulher”, anuncia Fabíola Heck, superintendente de Atenção à Saúde.

A encarregada do Programa de Saúde da Mulher, Marilda Emmel Licht explica que para ter acesso ao exame é preciso passar por uma consulta onde é realizado o preventivo, exame clínico das mamas e o pedido da mamografia que é agendado direto pela equipe da unidade de saúde.

“A mamografia deve ser solicitada quando há alguma alteração nas mamas que é apontada após o exame clínico. A recomendação do Ministério da Saúde é que a mamografia de rastreamento seja realizada a cada dois anos em mulheres entre 50 e 69 anos. Mas em casos específicos, como casos da doença na família, a recomendação dos profissionais de Saúde é que a avaliação seja feita antes dos 35 anos e anualmente. Além disso, o Ministério também preconiza que o tempo entre a detecção da doença e o início do tratamento seja de até 60 dias. Estamos cumprindo com todos os protocolos a fim de garantir a maior chance de cura a essas mulheres”, disse.

Publicidade 2
  • Comentários
  • Comentários no Facebook
Item Reviewed: Petrópolis, RJ, se destaca no país em número de mamografias realizadas Rating: 5 Reviewed By: Portal Fri Notícias