As Últimas
Publicidade
7 de abr de 2017
Publicidade 2

Produção agrícola de Nova Friburgo está em processo de certificação orgânica no estado

Ao todo, 12 agricultores de diferentes bairros da cidade, formaram o grupo chamado “Biodiversos Orgânicos de Nova Friburgo”, cumprindo uma das exigências da certificadora 

Por: Redação

Produtores agrícolas de Nova Friburgo estão se mobilizando para obterem a certificação orgânica por meio da Associação de Agricultores Biológicos do Estado do Rio de Janeiro (Abio). 

Ao todo, 12 agricultores de Amparo, Alto Schuenk, Macaé de Cima, Conselheiro Paulino, Jardim Ouro Preto, Mury, Campo do Coelho e São Lourenço formaram o grupo chamado “Biodiversos Orgânicos de Nova Friburgo”, cumprindo uma das exigências da certificadora que, juntamente com os próprios agricultores, fará as visitas de inspeção nas propriedades nos próximos meses. 

Visita de inspeção para certificação. (Foto: Divulgação)

Entre os produtos que devem obter a certificação até o final deste ano estão: temperos, hortaliças, cogumelo shiitake, cenoura, caqui, laranja, tangerina, figo, limão, banana, pera, milho, batata, entre outros.

A iniciativa faz parte do programa “Sebrae Orgânico”, que tem como diretriz promover o fortalecimento da cadeia produtiva de orgânicos e ao mesmo tempo colaborar na preservação da saúde do produtor, do consumidor e do meio ambiente. 

Para oferecer o devido apoio ao setor agrícola de orgânicos, o programa tem como base oito pilares que incluem:

- Mapeamento e identificação de produtos e produtores;
- Articulação do setor;
- Profissionalização da gestão dos negócios;
- Desenvolvimento tecnológico;
- Apoio à legalização;
- Apoio à certificação;
- Promoção do Associativismo e;
- Apoio à comercialização – promoção de acesso a mercados.

Foto: Divulgação
De acordo com Márcia Moreira, analista do Sebrae/RJ, as iniciativas previstas no “Sebrae Orgânico” abre novos horizontes para os agricultores da região. “Os produtores que já desenvolvem culturas orgânicas, ou aqueles que pretendem modificar seus métodos produtivos podem aderir ao programa a qualquer instante. 


Eles receberão do Sebrae/RJ todas as orientações e suporte necessários para alcançarem seus objetivos. É notório o crescimento do interesse por esse tipo de cultivo no país, fazendo surgir um nicho de mercado interessante e promissor. Além disso, retrata o surgimento de uma nova cultura consumidora, que prima pela manutenção da saúde e preservação do meio ambiente”, ressalta.

Para os interessados em obter mais informações, ou participar do programa “Sebrae Orgânico”, basta ligar para a Central de Atendimento do Sebrae em: 0800-570-0800, ou diretamente para o Escritório Regional Serrana I do Sebrae/RJ em (22) 2523-6908.

A importância da certificação

Para Flávio Stern, adepto da produção orgânica há oito anos e proprietário do restaurante vegetariano “Trilhas do Araçari”, que fica em Mury, a certificação é uma maneira de agregar valor e validar oficialmente a procedência dos seus produtos para os clientes. “Através da certificação, o consumidor tem como saber a procedência e real forma de cultivo daquilo que ele está consumindo ou adquirindo. 

Para mim, todos os produtos só poderiam ser considerados de procedência orgânica com o certificado, pois isso estimularia ainda mais essa prática de consumo, promovendo a disseminação de produtos mais saudáveis e cujo cultivo não agride a natureza”, destaca Stern, que mantém uma horta de onde colhe todos os produtos que são servidos em seu restaurante. Entre eles estão alface (quatro tipos), salsinha, cebolinha, repolho, jiló, taioba, entre outros.

Já para a ex-servidora pública, Renata Boy Mascouto, a certificação orgânica é uma ferramenta muito importante que será utilizada para viabilizar vários de seus projetos pessoais. Segundo ela, que há um ano transformou sua propriedade, que fica em Campo do Coelho, no 3º Distrito de Nova Friburgo, em um verdadeiro pomar orgânico, essa forma de cultivo e sua certificação vai além dos objetivos financeiros.

Para ela, seus produtos podem se tornar veículos de informação nutricionais e de conscientização sobre a importância de iniciativas sustentáveis por meio de suas embalagens. “É uma das formas que eu enxergo tornar possível aproximar as pessoas de questões de caráter alimentar, social e ambiental por meio de informações. 

Acredito que com medidas simples possamos contribuir para tornar produtos de boa procedência e qualidade acessíveis para todos”, afirma a produtora que cultiva banana, figo, limão, tangerina, além de alface e outras hortaliças em sua propriedade.

Metodologia escolhida

A regularização da produção orgânica pode ser feita através de três processos, entre os quais: Certificação por Auditoria, Controle Social na Venda Direta ou Sistemas Participativos de Garantia.

No caso dos produtores agrícolas de Nova Friburgo, o processo selecionado por eles foi o Sistema Participativo de Garantia (SPG) cuja certificação pode ser obtida por meio de um Organismo Participativo de Avaliação da Qualidade Orgânica (OPAC).

Neste caso, os produtores devem participar ativamente do grupo, ou núcleo a que estiverem ligados, comparecendo em reuniões periódicas. O próprio grupo garante a qualidade orgânica de seus produtos, sendo que todos tomam conta de todos e respondem juntos se houver fraude, ou qualquer irregularidade que não apontarem e/ou corrigirem. Se o produtor não-conforme não corrigir a irregularidade, o grupo deve excluí-lo, cancelar o certificado dele e informar ao Ministério da Agricultura.

O grupo “Biodiversos Orgânicos de Nova Friburgo” já realizou três reuniões, restando apenas nove (09) para obtenção da certificação. Vale ressaltar que a exigência para obtenção da certificação, entre outras coisas, é que o número de reuniões e inspeções deve corresponder ao número de integrantes.

A próxima reunião do grupo de produtores orgânicos de Nova Friburgo está prevista para acontecer no dia 12 de abril (quarta-feira), das 16h às 19h, na sede da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Nova Friburgo (Acianf), que fica na Avenida Alberto Braune, nº 111 – Centro.

Dados

Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), em 2016 a área total de produção orgânica no Brasil já chega a quase 750 mil hectares, sendo o Sudeste a região do país com maior área produtiva, com 333 mil hectares e cerca de 3 mil produtores de orgânicos registrados na Comissão Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (CNAPO).


O Sul do país é a região com o maior número de produtores (5 mil), ultrapassando a Região Nordeste, com 4,5 mil produtores orgânicos.
Publicidade 2
  • Comentários
  • Comentários no Facebook
Item Reviewed: Produção agrícola de Nova Friburgo está em processo de certificação orgânica no estado Rating: 5 Reviewed By: Portal Fri Notícias