As Últimas
Publicidade
3 de abr de 2016
Publicidade 2

Após ataque a ônibus e lojas, cenário é de destruição em Magé, RJ

PM diz que houve confronto, mas família de criança que foi morta em tiroteio nega.
Menino de cinco anos brincava de bola de gude na porta de casa. Em protesto moradores atearam fogo em pelo menos 12 ônibus


Por: Henrique Coelho / G1 Rio de Janeiro

Moradores de Magé se depararam com um cenário de destruição no Centro da cidade na  manhã deste domingo (3). Na noite deste sábado (2), manifestantes atearam fogo em pelo menos 12 ônibus para protestar contra a morte do menino Matheus Santos Moraes, de 5 anos, que foi atingido por uma bala perdida em uma troca de tiros na região.

Cenário em Magé na manhã deste domingo é de destruição (Foto: Henrique Almeida / G1)

Na manhã deste domingo, alguns bairros continuavam sem luz, pois o fogo chegou a atingir a rede elétrica. O problema atingiu até a delegacia da cidade, mas por volta das 10h30, segundo a Ampla, a luz já tinha sido restabelecida.

Lojas da região também foram depredadas e apenas os ônibus de outros municípios estavam chegando até a entrada da cidade. Na região da rodoviária, nenhum ônibus circulava neste mesmo horário.

Pelo menos dez ônibus queimados continuavam próximos à rodoviária nesta manhã. O cobrador da linha Andorinha-Caxias contou sobre o desespero de estar em um dos ônibus incendiados. "Quando vi que estavam quebrando todas as janelas, a única alternativa foi pular pela janela, pra salvar a minha vida. Já estavam incendiando, a porta de trás estava fechada", afirmou ele.

Família nega confronto
Segundo familiares de Matheus, a criança foi baleada enquanto brincava na rua, por volta das 16h30. Ele estava jogando bolinha de gude quando os policiais chegaram ao local. De acordo com a família, não teria havido confronto e os PMs teriam entrado na na comunidade da Lagoa atirando.

Doze ônibus foram destruídos em Magé após morte de criança de cinco anos (Foto: Henrique Almeida / G1)

Milene Alves, tia de Matheus, estava inconformada com a morte da criança. "Ele estava jogando bola de gude na porta de casa. Quando o pai dele deu por si, ele estava morto. Ele não viveu nada. A gente está abandonado", disse ela, revoltada.

"Os policiais chegaram atirando. Não havia confronto", disse Leila Alves, também tia de Matheus. "Os traficantes saíram de onde estavam, fugiram. Não houve confronto", garantiu ela.

De acordo com informações do comando do 34º BPM (Magé), policiais realizavam patrulhamento na tarde de sábado na Rua dos Operários, bairro Mundo Novo, Magé, quando se depararam com criminosos vendendo drogas e iniciaram um confronto. O comandante do batalhão tenente coronel Andrea Ferreira, disse que irá apurar devidamente as circunstâncias do fato. O policiamento segue reforçado na região.
Matheus em sua festa de aniversário, no último dia 24 de fevereiro (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), que investiga o caso, os policiais militares envolvidos na troca de tiros foram ouvidos e suas armas apreendidas. Diligências estão sendo realizadas para identificar a origem do disparo.

Moradores da região também estão assustados com o caso."Moro aqui há 50 anos e nunca vi isso", disse Sergio Moreira, de 70 anos. Uma mulher também teria sido atingida por uma bala perdida, mas ainda não há informações sobre a sua identidade ou seu estado de saúde.

Imagens enviadas por testemunhas mostram ônibus pegando fogo. Onze foram incendiados na rodoviária de Magé, no Centro do município, e um na comunidade do Barbudo, segundo os Bombeiros.

O Corpo de Bombeiros de Magé foi chamado para combater as chamas nos veículos, mas teve de deixar o local por questões de segurança.
Publicidade 2
  • Comentários
  • Comentários no Facebook
Item Reviewed: Após ataque a ônibus e lojas, cenário é de destruição em Magé, RJ Rating: 5 Reviewed By: Portal Fri Notícias