As Últimas
Publicidade
1 de jul de 2015
Publicidade 2

Artesãs comemoram vendas durante a Bauenfest em Petrópolis, no RJ

Evento lota a cidade e, apesar da crise, vendas 'estão ótimas'.
Maioria delas dedica um ano de trabalho para vender nos 10 dias de festa.


De viagem à Disney para as duas netas a faculdades dos filhos, o dinheiro proveniente dos 10 dias de vendas da Bauenfest é sempre muito bem-vindo e aguardado com ansiedade pela Associação dos Artesãos da Cidade Imperial, em Petrópolis, Região Serrana do Rio. Apesar da crise econômica de 2015, elas não têm do que reclamar quando questionadas sobre as vendas deste ano e são unânimes quando respondem: 'estão ótimas!'.

Sheila vende os tradicionais chapéus alemães e o arcos floridos. Este ano, ela vai utilizar o dinheiro das vendas para viajar (Foto: Bruno Rodrigues/G1)

A festa do colono alemão começou na última sexta-feira (27) e, segundo as artesãs, já no primeiro dia do evento, as vendas foram suficientes para recuperar todo o dinheiro investido com a produção do material. Apesar da Fundação de Cultura e Turismo ainda não ter apresentado dados sobre os visitantes do período, artesãs e barraqueiras entram em consenso na hora de avaliar o movimento positivamente. Para se ter uma ideia, os meios de hospedagem do Centro Histórico registrou ocupação de 97,95% e nas demais localidades, 89,43%.

Vendendo seus trabalhos de artesã desde a primeira edição da festa, Regina Caricchio é a presidente da associação e conta que o grupo estava com medo de investir na compra de material direcionada à Bauernfest.

“A 'Bauern' é o nosso Natal. É a melhor época do ano para a gente. Muitas de nós trabalham quase que o ano todo em função do evento, produzindo material para vender nos 10 dias de festa e, às vezes, não dão conta da demanda de produtos que os turistas buscam. Em todos esses anos trabalhando aqui, consegui pagar a faculdade do meu filho, além de comprar coisas para casa”, contou Regina.

Como ela, a artesã Fátima Mendonça também usou o dinheiro proveniente das vendas do artesanato na Bauernfest para pagar a graduação do filho. Professora de artes em exercício, ele explica que no período da festa se programa para se dedicar exclusivamente às vendas de artesanatos e doces. Empreendedora, afirma que a utilização de máquina de cartão de crédito e débito é muito importante para que o lucro aumente.

“Muita gente acaba vindo do Rio e fica com medo de trazer dinheiro vivo e acaba utilizando os cartões como pagamento, por isso utilizo a maquininha também. Para mim, a 'Bauern' de 2016 já começa na próxima segunda-feira (5), porque a produção do artesanato vendido aqui é intensa e precisa ser feita durante todo o ano. Cada peça é única e feita com muito amor, além dos doces típicos que vendo, como o pão de mel e a 'picada de abelha'. Estou aqui há 18 anos e adoro essa festa. Graças a ela ainda consigo pagar alguém para me ajudar, ou seja, ainda consigo gerar renda para mais uma pessoa”, contou Fátima.

Sem revelar a média do que tira por festa, a aposentada Sheila Gabrich conta que levou as duas netas para a Disney e que, com o dinheiro deste ano, pretende viajar outra vez.

“São 10 anos de uma renda extra que acaba ajudando muito durante o ano lá em casa. Sou aposentada e vivo basicamente da aposentadoria e da venda de festas como o Serra Serata, o Natal Imperial, Festa do Chocolate e, principalmente, a Bauernfest. Sem dúvidas é um evento excepcional para todas nós”, comemorou Sheila, que este ano já vendeu quase todo o estoque de arcos que produziu para 2015.

Já Olga Guedes Duarte, produz enfeites de biscuit e para Bauernfest faz bonequinhos alemães, além de temas relacionados à festa. Ela explica que demora cerca de 40 minutos para confeccionar cada um dos bonecos e que, em 2014, precisou voltar para casa pra produzir mais.

“O pessoal compra para si, para dar de presente, para andar pela festa com as canecas que têm os bonecos acoplados, enfim, sempre acabam comprando. Adoro essa festa porque ela, além de destacar nosso trabalho no artesanato, serve para que a gente confraternize com outras pessoas. Muitas delas voltam todos os anos em busca de uma novidade, um trabalho novo, alguma peça bacana para presentear. É uma relação que construímos ao longo do tempo com os clientes. Quem dera a Bauernfest acontece todos os meses. Iria ser ótimo”, finalizou.

Bonecos de biscuit feitos por Olga para vender durante a Bauenfest (Foto: Bruno Rodrigues/G1)

A Bauernfest acontece até o próximo domingo (5) com diversas atrações. A programação completa do evento está disponível no site da Prefeitura de Petrópolis.



Por Bruno Rodrigues/G1 Região Serrana


Publicidade 2
  • Comentários
  • Comentários no Facebook
Item Reviewed: Artesãs comemoram vendas durante a Bauenfest em Petrópolis, no RJ Rating: 5 Reviewed By: Portal Fri Notícias