As Últimas
Publicidade
25 de jun de 2014
Publicidade 2

Audiência na Câmara Municipal debate segurança pública de Nova Friburgo, RJ.

O Conseg apresentou dados da violência no trânsito e o que vem fazendo para reduzi-la. Audiência foi realizada na terça (24).

Na última terça-feira, 24, pela manhã, a pedido do vereador Christiano Huguenin, foi realizada uma audiência pública na Câmara Municipal, a fim de tratar assuntos que envolvam a segurança de Nova Friburgo, principalmente sobre o trânsito da cidade. Para isso foram convidados o 11º Batalhão de Polícia Militar, o 6° Grupamento de Bombeiros, a Secretaria de Ordem e Mobilidade Urbana, o Centro de Referência da Mulher e o Conselho Comunitário de Segurança de Nova Friburgo (Conseg).


Capitão Mattos, representante do 11º Batalhão durante audiência. (Foto: Divulgação/Conseg)

O representante do 11º Batalhão, capitão Mattos, relatou sobre as ocorrências que atendem no trânsito e que muitas vezes precisam da ajuda do Corpo de Bombeiros. Comunicou ainda que em caso de colisão é possível fazer o BRAT eletrônico, através da internet com possibilidade de enviar até 10 fotos do ocorrido. Comentou também que o policiamento a pé tem proporcionado a diminuição de diversos crimes na cidade, e falou também da redução de autuações devido as operações da Lei Seca.

A representante do Corpo de Bombeiros disse que dos atendimentos realizados pela Corporação, 80% são para socorro de vítimas de acidentes de trânsito, sendo a maioria causada por motocicletas e que acontecem pela falta de manutenção das mesmas.

Rosângela Cassano, advogada e coordenadora do Centro de Referência da Mulher (CREM), conta que o Centro vem oferecendo, em parceria com algumas secretarias do município, capacitação aos professores, além de cursos para sociedade atendida, que vão de 14 a 80 anos, a maioria de classe média. Comentou ainda sobre a lei Maria da Penha, das parcerias que tem com o Ministério Público, Judiciário e Polícia Militar, mas acredita que poderia ser melhor, principalmente quanto aos atendimentos feitos às mulheres nas delegacias, já que a maior parte dos casos de violência doméstica é causada pelo alcoolismo e, assim, o atendimento precisa ser mais humanizado.

O presidente do Conseg, Zury Maurer, fez um balanço do cenário atual do trânsito da cidade e acredita que algo precisa ser feito rapidamente, pois senão não daremos conta de tantos lesionados ou mortos por essa violência. Ele compara os números com alguns dados de outras tragédias e que essa, especialmente, vem causando o inchamento de atendimento do Hospital Municipal Raul Sertã, como mesmo disse o secretário de saúde, pois 2/3 dos seus leitos são ocupados por vítimas das ocorrências de trânsito, sem falar nos tratamentos específicos que precisam ser feitos, além dos gastos que dão à Previdência.

Zury lembra que o Conseg, através do seu Programa de Redução da Violência no Trânsito, o Pró-Vita, vem realizando algumas ações, sobretudo de conscientização, como a capacitação dos professores da rede municipal de ensino, através de parceria com o Detran-RJ; a retomada da Mini Cidade do Trânsito no Batalhão de Polícia Militar, na qual articulou com diversas empresas e interessados; a pintura artística de faixas de pedestres; divulgação de campanhas publicitárias na mídia local com adesão das mesmas; e apoio às operações IPVA e Lei Seca, realizadas pela Secretaria de Ordem e Mobilidade Urbana e Detran-RJ, respectivamente.


Zury Maurer recebe Moção  de Louvor do vereador
Joelson do Pote. (Foto: Divulgação/Conseg)
“A tolerância de álcool para quem dirige tem que ser zero, não podemos aceitar nenhuma brecha”, enfatiza Zury. Para ele é preciso urgentemente a prática do Plano de Mobilidade Urbana para que se possa poupar vidas no trânsito.

O cel. Hudson Miranda, secretário de Ordem e Mobilidade Urbana da cidade, finaliza o encontro afirmando que estamos vivendo um cenário trágico no trânsito de Nova Friburgo e que o Conseg tem ajudado para minimizar essa questão. Ela acredita e considera importante sim a continuação das blitz pela cidade, já que os números mostram redução de inadimplentes com elas. Diz ainda que gostaria de realizar um trabalho mais efetivo, mas o número de agentes atualmente não contribui para isso. E, para ele, é preciso mais conscientização por parte de todos para que essa violência seja reduzida de verdade.


Antes do encerramento da sessão, o vereador Joelson do Pote aproveitou a ocasião para entregar uma Moção de Louvor para Zury Maurer pelos trabalhos realizados na cidade em prol de toda sociedade.
Os presentes acreditam que uma sessão específica para discutir mais a fundo a questão do trânsito deve ser marcada.
Publicidade 2
  • Comentários
  • Comentários no Facebook
Item Reviewed: Audiência na Câmara Municipal debate segurança pública de Nova Friburgo, RJ. Rating: 5 Reviewed By: Portal Fri Notícias